Home » Turismo de Negócios » Executivos se reencontram para trabalharem em conjunto pelo setor de feiras e eventos

Executivos se reencontram para trabalharem em conjunto pelo setor de feiras e eventos

reuniao

Ao final do Painel de Feiras – “Momento de Disrupção”, realizado durante o Encontro do Setor de Feiras e Eventos (ESFE) no dia 21 de fevereiro, os executivos que participaram como debatedores perceberam que o diálogo iniciado durante este momento não poderia se encerrar junto ao evento.  Foi decidido que se encontrariam novamente para seguir pensando em melhorias para o setor.

No dia de ontem, 13 de março de 2017, no Expo Center Norte, este reencontro aconteceu reunindo Otavio Neto (CEO do Grupo Radar & TV e idealizador do ESFE) Juan Pablo de Vera (vice-presidente sênior para a América Latina da Reed Exhibitions), Paulo Ventura (diretor superintendente do Expo Center Norte), Jean-Pierre Cantaux (diretor da Red Star Brasil), Carlos Correa (Superintendente da APAS) e Radomir Smrcka (gerente executivo de eventos do Grupo Compass | Levy Restaurants).  Ausentaram-se deste primeiro encontro: Paulo Octavio Almeida (vice-presidente executivo da Reed Exhibitions Alcantara Machado), Marco Basso (CEO da Informa Exhibitions) e Edmar Bull (presidente da ABAV Nacional).

Durante o encontro, cada um dos presentes deu ideias de trabalho em conjunto para facilitar o trabalho de todos os promotores e prestadores que atuam no setor de feiras.

O anfitrião Paulo Ventura apresentou uma pesquisa realizada pela Urban Systems que mostra a mudança no cenário de m² oferecidos nas principais capitais da Europa e também na cidade de São Paulo nos últimos três anos.  Entre as empresas pesquisadas na capital paulista: Expo Center Norte, Anhembi,  São Paulo Expo, Transamerica Expo Center, Centro de Eventos Pro Magno, Centro de Convenções Frei Caneca, entre outros.

A pesquisa apontou que Anhembi e Transamerica Expo Center foram os dois espaços que mais perderam eventos. O Expo Center Norte se manteve com cerca  de 47% dos eventos realizados em São Paulo, apresentando também a maior participação de market share.

A mobilidade entre os pavilhões e o metrô foi outro tema que ganhou destaque no encontro. Foi sugerida uma negociação conjunta com uma empresa para que ela possa fazer um custo mais barato aos promotores. Atualmente, cada empresa negocia com uma empresa específica para realizar o translado entre os visitantes.

A verticalização de serviços de alimentos e bebidas nos pavilhões, bem como os períodos de montagem e desmontagem de estandes e critérios de credenciamento dos prestadores de serviço para acesso ao pavilhão foram outros temas abordados.

O próximo encontro será realizado no São Paulo Center, no dia 10 de abril. “Foi um momento muito produtivo e será muito importante contarmos com a presença dos executivos que, infelizmente, não estiveram conosco hoje. Em nosso próximo encontro iremos elevar este assunto já a um panorama de direcionamento de resultados, uma vez que as ideias foram colocadas na mesa. Percebemos que muitas necessidades em comum podem ser ajudadas através da união dos promotores”, comentou Otavio Neto.

Além de contar com os ausentes, Otavio disse que irá convidar também novos executivos para estarem presentes: Jorge Alves de Souza (diretor da São Paulo Feiras Comerciais), Jean-François Quentin (presidente da UBM Brazil) e Abdala Jamil Abdala (presidente da Francal Feiras).

About the author

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *


*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>